domingo, 22 de novembro de 2009

Pesquisa da Unicamp revela o porquê de alguns candidatos se perpetuam no poder

A pesquisa revelou que dá para programar a URNA ELETRÔNICA para somar e/ou combinar a somatória de votos de maneiras diversas, em favor de um candidato em detrimento de outro usurpando a democracia.
Por que a justiça eleitoral, o Ministério Público e a Polícia Federal continuam ignorando esse fato???

Relatório da Unicamp afirma que urna eletrônica pode ser fraudada!


Perito quebra sigilo eleitoral e descobre voto de eleitores na urna eletrônica do Brasil




O que eles não dizem é quantos analistas de sistemas se deve comprar para que eles façam um programa que desvie votos de um candidato para o outro, conforme a Unicamp afirmou ser possível.


O relatório completo da Unicamp pode ser encontrado em
http://www.brunazo.eng.br/voto-e/arquivos/UNICAMP-relatorio.zip , http://www.tse.gov.br/servicos/download/rel_final.pdf
ou solicitado em PVT para o remetente.


Este texto faz parte do relatório da UNICAMP sobre o sistema eleitoral brasileiro. Está no ítem 5 - Recomendações.


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
5. Recomendações
A combinação dessas formas de proteção tem como resultado a criação de uma barreira de segurança de difícil transposição. Mesmo que
cada uma das formas de proteção possa ser individualmente superada, a superação do conjunto é pouco provável, dados a extensão e a
profundidade do conhecimento necessário e o grande número de participantes cujo envolvimento seria requerido para a sua realização.
É importante observar, entretanto, que, em uma estrutura hierárquica de distribuição do software como a da urna eletrônica, eventuais quebras do sistema de segurança teriam diferentes níveis de dificuldade a superar e diferentes graus de impacto como resultado, dependendo do ponto exato e do momento em que a eventual quebra ocorresse.
<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Quantas pessoas seriam necessárias corromper, para vencer todos os obstáculos existentes, então?

"Pouco provável" implica que há a possibilidade real e concreta de fraude.

Quanto custaria corromper estes funcionários?

Qual seriam os benefícios decorrente de vencer uma eleição fraudulentamente?

A relação custo benefício seria atraente para os poderosos do planeta e da Nação?

O poder de determinar o resultado das eleições está, então, na mãos de quantas pessoas, afinal?

Como o TSE não responde estas perguntas, é melhor você mesmo tirar suas conclusões...


Dial Eticamente,

Heitor Reis
BH/MG

Pagina, Jornal e Forum do Voto Eletronico
http://www.votoseguro.org
EU QUERO VER MEU VOTO
TSE garante: "La garantia soy Yo!"